sábado, 25 maio

Chega de dor

Texto por: Equipe VS 25 março, 2019 Sem comentários

Você já teve uma contratura muscular no trapézio? Reformulando a pergunta: você já teve uma rigidez na musculatura que fica atrás do pescoço, impedindo a realização de algum movimento?

A contratura (rigidez) pode acometer o pescoço, costas, coxas, panturrilhas. Os sintomas mais comuns são: desconforto e dor, inchaço do músculo, dificuldade de movimentar a articulação.

É comum ver esse tipo de lesão muscular em pessoas que passam muito tempo trabalhando na mesma posição, ou pessoas sedentárias, que não praticam nenhuma atividade física.

As dores podem ocorrer depois de praticar um exercício muito forte, uma noite mal dormida ou por excesso de tensão no corpo causada por estresse e preocupações.

Pensando no seu bem-estar, os exercícios desta edição vão ajudar a alongar e relaxar a musculatura do trapézio superior, que se liga do ombro à cabeça.  

O alongamento devolve a elasticidade desse grupo muscular, melhorando a circulação e aliviando a tensão do local. Mas não adianta praticar só quando o pescoço já está todo dolorido. O melhor mesmo é transformar a atividade em hábito.  

Não se esqueça de que, além disso, você deve se hidratar e cuidar de outros fatores que influenciam o bom funcionamento do corpo.

1. Sentado, estenda os braços para cima, cruze os punhos e as mãos, estendendo os braços sobre a cabeça. Tente manter os cotovelos para trás das orelhas. Permaneça por 15 segundos, repita por mais duas vezes.

2. Flexão de pescoço: Sentado, entrelace as mãos na nuca, empurre levemente a cabeça para baixo tentando encostar o queixo no pescoço. Deixe a coluna reta. Permaneça assim por 20 segundos.

3. Extensão do pescoço: De pé e com os joelhos semi-flexionados, incline a cabeça para trás, permitindo que o queixo fique voltado para cima. Repita por 10 vezes.

4. Sentado, com a postura ereta, coloque o braço direito atrás das costas e, com a outra mão, puxe a cabeça na direção do ombro esquerdo, devagar. Mantenha-se assim por 30 segundos e então volte à posição inicial e repita para o outro lado.

5. Sente-se numa cadeira, mantendo pescoço, ombros e tronco retos. Primeiro, vire lentamente a cabeça para a direita. Volte à posição inicial e repita para o lado esquerdo. Faça o movimento 10 vezes para cada lado.

6. Em pé, com os pés unidos, apoie as mãos sobre uma superfície que esteja entre a altura do quadril e do ombro. Flexione o quadril, mantendo joelhos, cotovelos e coluna estendidos.

Débora França é Professora de Educação Física no Colégio Adventista Campo de Fora, em São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *