Contaminação por alimento

Má digestão, dor abdominal, náusea, diarreia – estes são alguns dos sintomas que podem surgir após a ingestão de alimento contaminado. Nem sempre é possível identificar a contaminação, às vezes, não há cheiro ou sabor característico, mesmo assim o produto não estava bom para consumo.

A melhor medida sempre será a prevenção. Então, anote aí as dicas da analista técnica de políticas sociais do Ministério da Saúde, Juliene Borges:

  • Só beba água potável;
  • Cuide da higiene pessoal, lavando bem as mãos antes de manipular e consumir alimentos;
  • Cheque a temperatura em que os alimentos estão sendo conservados, especialmente carnes e os produtos lácteos;
  • Siga as orientações de embalagens sobre a validade, o armazenamento e o consumo de alimentos industrializados;
  • Cozinhe bem carnes, para não as consumir com aspecto cru;
  • Consuma apenas leite e derivados pasteurizados ou fervidos;
  • Evite comer frutos do mar crus;
  • Proteja os alimentos do contato com insetos e outros animais, especialmente roedores;
  • Ao se alimentar fora de casa, observe a conservação dos alimentos (refrigerados ou aquecidos) e a higiene do local e de quem está preparando e/ou servindo.

Atenção! Os sintomas de doenças transmitidas por alimentos costumam durar aproximadamente três dias. Depois disso, é indispensável que a pessoa doente procure o atendimento médico. Pessoas que apresentam sintomas gástricos, tontura, sangue nas fezes e urina com coloração diferente do habitual, devem ir aos serviços de saúde imediatamente, pois, é necessário suporte especializado ao paciente.

Fonte: Blog da Saúde/Ministério da Saúde

Deixe uma resposta