Novas pesquisas sobre o Alzheimer

A Scientific Reports, publicação associada ao grupo Nature, divulgou estudo conduzido pela Harvard Medical School e pelo McLean Hospital, nos Estados Unidos, o qual levanta a hipótese de que o Alzheimer poderia ter alguma relação com as disfunções metabólicas.

A pesquisa destaca o fato de a doença ser comum entre as pessoas mais velhas, período que condiz com uma série de disfunções no metabolismo. A análise da pesquisa foi feita a partir de células da pele de pacientes com Alzheimer tardio, ficando evidente que eles sofriam de disfunção mitocondrial, afetando, com isso, a produção de energia, inclusive do DNA.

De acordo com Bruce Cohen, diretor do programa de Psiquiatria neuropsiquiatria no Hosiptal McLean, “muitas mudanças fisiológicas contribuem para o aumento do aparecimento do Alzheimer, incluindo as mudanças na biogenética e no metabolismo”.

 

Deixe uma resposta