Poluição na gravidez

A poluição, além de todos os malefícios e mortes prematuras que é capaz de causar, afeta especialmente as gestantes. O desenvolvimento do feto pode ficar seriamente comprometido, resultando no nascimento de crianças com baixo peso e maior predisposição a determinadas doenças.

De acordo com publicação da Agência Fapesp – Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo – pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) acabam de constatar que a exposição a poluentes atmosféricos, antes ou durante a gravidez, altera algumas características da placenta, além de causar distúrbios em um sistema hormonal relacionado ao fluxo sanguíneo uteroplacentário e diminuir os níveis de fatores envolvidos no processo de formação placentária. “Observamos que a exposição a poluentes antes e/ou durante a gravidez desencadeia alguns fenômenos inflamatórios ao longo do desenvolvimento da placenta que interferem em seu crescimento. Isso possivelmente atrapalhar a transferência de nutrientes e de oxigênio da mãe para o feto”, diz Joel Claudio Heimann, professor da FMUSP.

 

Deixe uma resposta