domingo, 25 agosto

Biossensor, alimentos e contaminação

Texto por: admin 28 janeiro, 2019 Sem comentários

Pesquisadores brasileiros desenvolveram um biossensor capaz de identificar a contaminação em produtos alimentícios. O método, que parece mais eficiente do que os anteriores, usa nanopartículas magnéticas e uma substância do veneno do ferrão das abelhas.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 10% da população do planeta contrai algum tipo de doença transmitida por alimentos contaminados desde infecções gastrointestinais até meningite. A maioria dessas enfermidades é causada por bactérias como Salmonella spp., Escherichia coli e Staphylococcus aureus, e crianças menores de cinco anos são muito afetadas, chegando boa parte delas a ser vítima fatal.

Osvaldo Novais de Oliveira Junior, do Instituto de Física da USP de São Carlos, coordenador da equipe que desenvolveu o dispositivo, declarou que uma das maiores dificuldade para evitar as DTAs (doenças transmitidas por alimentos) é detectar bactérias no estágio inicial da contaminação.

Mais ágil e mais barato que outras opções, a intenção é que num futuro não tão distante e com algumas adaptações, seja possível usá-lo para encontrar diferentes tipos de contaminação em ambientes hospitalares, instrumentos e equipamentos utilizados nesses locais, e também em pacientes.

Fonte: BBC Saúde Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *