quinta-feira, 26 novembro

As dores do home office

Texto por: Julie Grüdtner 22 outubro, 2020 2 comentários

Uma pesquisa do Centro de Estudos em Planejamento e Gestão de Saúde da Fundação Getúlio Vargas (FGVSaúde), com aproximadamente 550 brasileiros, revelou que as principais queixas dos trabalhadores que começaram a trabalhar de casa são aumento de dores nas costas (58%) e no pescoço (75%), fadiga ocular (55%), perda de sono (55%) e dores de cabeça (53%).

Ninguém estava preparado para começar a trabalhar de casa e por isso, algumas medidas para evitar essas dores são mais relevantes do que nunca. A primeira é com relação às dores na coluna e no pescoço. Procure deixar seu computador na altura dos olhos, de forma que suas costas não precisem se curvar em direção a ele. Procure se alongar depois de usar o computador e tire pequenas folgas de cinco a dez minutos para cada vinte minutos de tela. Levante-se, ande pela casa e descanse a visão olhando para algo distante.

Para evitar que o trabalho interfira no seu sono, desconecte-se das telas pelo menos duas horas antes de dormir.  Assim, sua mente terá tempo para realmente descansar antes de dormir. Isso também diminuirá a incidência de dores de cabeça.

Texto: Julie Grüdtner


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *