quarta-feira, 29 maio

Curativo inteligente

Texto por: admin 3 março, 2016 Sem comentários

O Massachusetts Institute of Technology (MIT) e a Universidade de Harvard estão investindo no laboratório norte-americano que desenvolve o protótipo do curativo inteligente, o qual poderá alertar os médicos sobre o melhor momento de liberar remédios para os pacientes.

O curativo inteligente tem sensores que monitoram a ferida. “Colocamos no curativo sensores que monitoram temperatura, pH e oxigênio da ferida e interferem se algo estiver errado”, disse Mehmet Dokmeci, do Brigham and Women’s Hospital, em Boston, hospital escola da Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard.

A BBC Brasil visitou o laboratório e explica como o produto deve funcionar: “A parte de trás do curativo contém as partículas que armazenam o remédio e uma espécie de aquecedor. Quando o curativo detecta a hora de liberar o remédio, ele se aquece, as partículas encolhem e o remédio é liberado diretamente na ferida.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *