domingo, 21 abril

Doenças autoimunes e mulheres

Texto por: admin 11 dezembro, 2018 Sem comentários

Será que algumas doenças atingem mais as mulheres do que os homens e vice-versa? Por quê? Estudiosos de várias partes do mundo têm feito a mesma pergunta já há algum tempo.

Depois de numerosos experimentos com animais de laboratório somados a estudos que avaliaram a amostra de sangue de 128 homens, pesquisadores da Universidade de Gotemburgo, na Suécia, concluíram que, no caso de doenças autoimunes, realmente os homens são menos afetados.

A resposta pode vir da ligação entre a testosterona, hormônio sexual masculino, e a proteção contra as doenças autoimunes. É a testosterona que reduz o número de células B – linfócito que libera anticorpos nocivos. E como as mulheres têm apenas um décimo de testosterona em comparação aos homens, elas têm menos condições de combater o linfócito.

Nas doenças autoimunes, como lúpus, o sistema imunológico cria anticorpos que atacam o próprio tecido do corpo. Com mais testosterona, é menor o número de células que liberam esses anticorpos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *