quarta-feira, 19 junho

Farinha de bambu e a indústria de alimentos

Texto por: admin 20 dezembro, 2018 Sem comentários

Pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) desenvolveram uma farinha à base de bambu, já testada no preparo de cookies e macarrões.

A farinha de bambu apresenta diversas vantagens nutricionais, quando comparada às farinhas tradicionais. A quantidade de fibras, por exemplo, é muito maior: 50 g no bambu, contra 1,9 g na farinha de mandioca. Enquanto uma farinha de milho tem 82 g de carboidratos, o bambu possui 24 g.

A farinha à base de bambu possui cor, cheiro e gosto bastante similares às farinhas convencionais. Maria Teresa Pedrosa Clerici, professora da FEA e coordenadora da pesquisa, relata que a grande quantidade de fibra presente na farinha de bambu pode substituir outras que, atualmente, são importadas dos Estados Unidos e China. “Elas são usadas para composição de produtos sem glúten”, acrescenta a pesquisadora.

Clerici ainda destaca que a “farinha de bambu pode fazer uma complementação do teor de fibras para o consumo humano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *