quinta-feira, 26 novembro

Insulina inalável

Texto por: Agatha Lemos 3 julho, 2019 Sem comentários

Com sua comercialização prevista para o quarto trimestre de 2019, a insulina inalável é a mais nova forma de lidar com diabetes dos tipos 1 e 2. Já autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o medicamento será comercializado em pó e em cartuchos com três tipos de dosagem.

Como funciona? Quem sofre com diabetes deverá encaixar o cartucho num inalador e aspirar o pó. Pronto! A substância chegará ao pulmão e será absorvida pela corrente sanguínea, cumprindo a função de reduzir os níveis de açúcar no sangue.

Mas é importante dizer que a insulina inalável pode substituir somente as aplicações de ação rápida ou ultrarrápida. O que isso significa? Essa insulina é utilizada geralmente antes de cada refeição, quando o organismo precisa de um volume maior do hormônio para compensar o açúcar ingerido.

Para o paciente diabético que utiliza o tratamento basal, a insulina deve continuar sendo injetável, de ação mais lenta, e, por isso, aplicada somente uma vez por dia. Nesse caso, ela não poderá ser substituída pelo produto inalável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *