sábado, 26 setembro

Mindless eating

Texto por: Késia Diego Quintaes 24 abril, 2019 Sem comentários

Embora as causas da obesidade sejam multifatoriais, certos comportamentos alimentares dão grande contribuição. Entre eles está o mindless eating, ou seja, o comer distraído. Quem não presta atenção ao que come tende a comer em excesso, sem notar aromas e sabores, prejudicando a saciedade. Situação que tende a virar um círculo vicioso.

Entre as distrações, a televisão é a campeã. Cada vez há mais evidências científicas de que comer na frente da telinha tem grande influência na prevalência da obesidade. É claro que a forma como se assiste TV mudou muito. Enquanto em 1945 poucas casas tinham um aparelho e o número de canais era mínimo, com horas de transmissão limitadas, hoje mais de 90% das casa têm um ou mais televisores e a quantidade de canais é imensa,
com programas transmitidos 24 horas/dia. Daí o aumento no tempo gasto na frente da TV, o qual está associado diretamente ao peso corporal.

– assistir TV favorece o sedentarismo;
– assistir TV estimula o maior consumo de alimentos em função de propagandas de alimentos ricos em calorias e pobres em nutrientes;
– comer na frente da TV está associado ao midless eating, com consumo de
alimentos de grande apelo sensorial (ex. salgadinhos, refrigerantes, etc).

Pesquisa mostrou que crianças de famílias onde a TV estava ligada em 2 ou mais refeições, comiam mais carne vermelha e processada e menos frango, peixe, frutas e vegetais. Adolescentes que, quando crianças, assistiam TV por mais de 5h/dia, consumiam menos frutas e verduras e consumiam mais bebidas açucaradas do que seus pares que assistiram menos de 5h/dia de televisão. Em Portugal foi reportado que os adolescentes que viam mais de 3h/TV/dia consumiam mais alimentos ricos em lipídios e açúcares e menos vegetais e frutas.

Então trate de desligar as telas, ao menos durante as refeições, sendo importantíssimo evitar que as crianças comam na frente da TV, tablets, e afins. Limitar as horas de ócio na frente da telinha é outra medida relevante por reduzir a exposição às propagandas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *