sábado, 26 setembro

Racismo é uma questão de saúde pública 

Texto por: Equipe VS 2 setembro, 2020 Sem comentários

Evita-se misturar assuntos como saúde e racismo. Contudo, eles estão profundamente conectados. De acordo com a ex-presidente da APHA (Associação Americana de Saúde Pública), Camara Phyllis Jones, “o racismo é um sistema de estruturação de oportunidades e atribuição de valor com base na interpretação social de como se parece (que é o que chamamos de “raça”), que prejudica injustamente alguns indivíduos e comunidades, beneficia injustamente outros indivíduos e comunidades e esgota a força de toda a sociedade através do desperdício de recursos humanos”.

A APHA alerta que o racismo é uma força motriz dos determinantes sociais da saúde como moradia, educação e emprego, sendo assim uma barreira à equidade em saúde. De acordo com a pesquisa “Racismo e Saúde” do Departamento de Psiquiatria e Ciências do Comportamento de Londres, essa falta de equidade em saúde pública é mortal.

Estudos transversais nos Estados Unidos relatam associações entre discriminação racial percebida e hipertensão. Em um estudo recente do Reino Unido, as vítimas de discriminação eram mais propensas a ter doenças respiratórias, hipertensão, ansiedade, depressão e psicose.

O racismo pode ser intencional ou não e opera em vários níveis da sociedade. Para alcançar a equidade em saúde e criar uma nação mais saudável, devemos enfrentar as injustiças causadas pelo racismo. Por onde começar? Livrando-se da falsa crença de que qualquer pessoa é superior a outra com base na sua cor de pele.

Texto: Julie Grüdtner

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *