domingo, 14 abril

Refrigerante causa morte precoce

Texto por: Agatha Lemos 18 abril, 2019 Sem comentários

A revista científica Circulation acaba de publicar o resultado de um longo estudo realizado pela Escola de Saúde Pública de Harvard (EUA), no qual 80.647 mulheres, de 1980 a 2014, e 37.716 homens, de 1986 a 2014, foram monitorados.

Os dados, coletados por décadas, revelam que a ingestão de bebidas açucaradas de uma a quatro vezes por mês mostrou-se associada a um aumento de 1% no risco de morte prematura; duas a seis por semana com um aumento de 6%; um a dois por dia com um aumento de 14%; e dois ou mais por dia com um aumento de 21%. “Nossos resultados fornecem mais suporte para limitar a ingestão de bebidas açucaradas e substituí-las por outras bebidas, de preferência água, para melhorar a saúde geral e a longevidade,” disse a professora e pesquisadora Vasanti Malik.

Ficou também evidente que as bebidas adoçadas com açúcar – refrigerantes, sucos à base de frutas, energéticos e bebidas esportivas são a maior fonte individual de açúcar acrescentada à dieta.

O estudo também mostrou a ligação entre o consumo de bebidas açucaradas e o aumento do risco de morte prematura por doença cardiovascular. “Estes resultados são consistentes com os efeitos adversos conhecidos da alta ingestão de açúcar nos fatores de risco metabólicos e a forte evidência de que o consumo de bebidas adoçadas com açúcar aumenta o risco de diabetes tipo 2, um grande fator de risco para morte prematura. Os resultados também dão suporte a políticas para limitar a comercialização de bebidas açucaradas para crianças e adolescentes e para a implementação de impostos sobre refrigerantes porque o preço atual das bebidas açucaradas não inclui os altos custos do tratamento das suas consequências,” destacou Walter Willett, professor de epidemiologia e nutrição e orientador da pesquisa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *