terça-feira, 22 setembro

Revertendo o Alzheimer

Texto por: Equipe VS 6 julho, 2020 Sem comentários

A mãe de Mark, Sylvia Hatzer, tinha 82 anos de idade quando começou a sofrer de demência. A condição de Sylvia se tornou tão grave que, para sua própria segurança, ela teve que ficar internada no hospital.

Sylvia havia perdido a memória e partes da mente; certa vez, chegou a telefonar para a polícia acusando de sequestro a enfermeira que cuidava dela. Embora Sylvia já estivesse usando medicamentos, Mark achou que seria interessante pesquisar outras alternativas para potencializar o tratamento.

Mark então analisou algumas pesquisas que diziam que que as taxas de demência são muito mais baixas nos países do Mediterrâneo por causa de seus hábitos alimentares. Foi então que o filho decidiu fazer uma mudança na dieta da mãe, incorporando grandes quantidades de mirtilos e nozes, e incluindo mais brócolis, sementes de girassol, aveia e batata-doce.

Com o tempo, Sylvia começou a se lembrar de coisas como aniversários e voltou a ser mais alerta. A mudança de dieta teve um forte impacto e a doença foi praticamente revertida, com Sylvia tendo a memória de volta. Os resultados foram compartilhados pela Sociedade de Alzheimer e hoje Sylvia é um marco referencial nos estudos de declínio cognitivo com relação à dieta. 

Texto: Julie Grüdtner

Sylvia Hatzer e o filho Mark

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *